terça-feira, 25 de abril de 2017

Abertura da Feira do Livro 2017 - CMO

O agrupamento de escolas Conde de Ourém marcou presença no 1º dia da "Feira do Livro" 2017.

Ainda antes da abertura já se aproximavam os dois grupos de pré escolar do Centro escolar das Misericórdias.

Vieram participar na Hora do Conto à volta do livro 
“A caixa” 
de Min Flyte


Com a Animadora Cultural Sílvia Rodrigues.

Que também recebeu o grupo de crianças do Centro Escolar de Santa Teresa.
Na cerimónia de inauguração de inauguração não faltaram os nossos concorrentes co Concurso Concelhio de Leitura.


Durante a tarde nas sessões  "À conversa com o escritor Nuno Caravela
Sobre a coleção “O Bando das Cavernas” estiveram as turmas de 3º ano de escolaridade dos centros escolares de Caridade, Misericórdias e Santa Teresa.

Voltaremos!


Final - Concurso concelhio de leitura 2017


Bem cedo chegaram a Luna, a Madalena, o Simão, o Miguel e o Bernardo, alegres e confiantes sabendo que estavam preparados para o  que os  esperava!...















Assistiram à cerimónia de inauguração da Feira do Livro 2017.


Subiram ao auditório da Assembleia Municipal e prepararam-se para representar o Agrupamento de Escolas Conde de Ourém na Final do Concurso Concelhio de Leitura 2017.


O júri constituído pelo escritor Nuno Caravela, autor de uma das obras; Dr. José Fernandes, em representação da Câmara Municipal e a Drª Graça Barão, em representação da Rede de Bibliotecas Escolares aguardavam o inicio da prova. 















Os 15 concorrentes, em representação dos agrupamentos e estabelecimentos de ensino privados do concelho, começaram por responder a 4 perguntas de escolha múltipla, em que podiam errar até duas respostas, seguida de mais 4 perguntas com morte súbita.

Os concorrentes que superaram esta fase fizeram leitura de excertos das duas obras escolhidas para o concurso, fase em que o júri selecionou os 6 concorrentes com melhor desempenho.

















Na fase seguinte os seis concorrentes escreveram um texto, com o máximo de 10 linhas, sobre um de dois temas à escolha.
No final todos os participantes tiveram direito a um certificado.


 O Miguel alcançou um 4º lugar















 O Bernardo ficou em 2º lugar.
 Todos os participantes tiraram uma fotografia com o jurí.
Aos 207 alunos que  frequentam o  3º e 4º ano de escolaridade, no nosso agrupamento e se inscreveram, este ano letivo, para participar no concurso, bem como aos docentes envolvidos a equipa da biblioteca escolar agradece o empenho e dedicação com que participaram.

Parabéns pelos desempenhos alcançados.


terça-feira, 11 de abril de 2017

SEMANA da Leitura/Cultural - troca de saberes

Uma troca de saberes aconteceu,no último dia deste período letivo, entre as crianças do jardim de Infância e os alunos do 1º CEB, do CE de Santa Teresa.

Encerramos com chave de ouro a semana cultural que se envolveu com a semana da leitura.
No hall da cave ouvimos o Abecedário sem juizo, pelas crianças da educadora Deolinda,  adivinhas do grupo da Educadora Alexandra, a declamação do Cavalinho cavalinho de Matilde Rosa Araújo, pela turma do 2º ano B, o grupo da educadora Antónia cantou a canção da "Vaca Leiteira",  o grupo da educadora Fátima dançou a lengalenga dos números e a turma do 2º ano A, cantou a canção da Primavera.

canção da Primavera




Lengalenga dos números

"Vaca Leiteira"















Cavalinho, cavalinho

Cavalinho, cavalinho
Que baloiça e nunca tomba;
Ao montar meu cavalinho
Voo mais do que uma pomba!

Cavalinho, cavalinho,
De madeira mal pintada:
Ao montar meu cavalinho
As nuvens são minha estrada!

Cavalinho, cavalinho
Que meu pai me ofereceu:
Ao montar meu cavalinho
Toco as estrelas do céu!

Cavalinho, cavalinho
Já chegam meus pés ao chão:
Ao montar meu cavalinho
Que triste meu coração!...

Cavalinho, cavalinho
Passou tempo sem medida:
Tu continuaste baixinho
E eu tornei-me tão crescida.

Cavalinho, cavalinho
Por que não cresces comigo?
Que tristeza, cavalinho,

Que saudades, meu Amigo!

Matilde Rosa Araújo


No parque da cidade as atividades envolveram jogos e a caça ao ovo...



Foram belos momentos...

"A Procissão" versão do 3º ano CE Santa Teresa



A procissão 

Tocam os sinos da torre da igreja.
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.

Na nossa aldeia que Deus a proteja!

Vai passando a procissão.


Mesmo na frente, marchando a compasso,
De fardas novas, vem o solidó.
Quando o regente lhe acena com o braço,
Logo o trombone faz popó, popó.










Olha os bombeiros, tão bem alinhados!
Que se houver fogo vai tudo num fole.
Trazem ao ombro brilhantes machados,
E os capacetes rebrilham ao sol.








Tocam os sinos na torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão

.
Olha os irmãos da nossa confraria!
Muito solenes nas opas vermelhas!
Ninguém supôs que nesta aldeia havia
Tantos bigodes e tais sobrancelhas!




Ai, que bonitos que vão os anjinhos
Com que cuidado os vestiram em casa!
Um deles 
leva a coroa de espinhos.
E o mais pequeno perdeu uma asa!






Tocam os sinos na torre da igreja.
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão.

Pelas janelas, as mães e as filhas,
As colchas ricas, formando troféu.
E os lindos rostos, por trás das mantilhas,
Parecem anjos que vieram do Céu!




Com o calor, o Prior aflito.
E o povo ajoelha ao passar o andor.
Não há na aldeia nada mais bonito
Que estes passeios de Nosso Senhor!









Tocam os sinos na torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Já passou a procissão.                    


 Interpretação: Turma do 3º ano - Centro Escolar de Santa Teresa.

Tenho dinamizado com regularidade a apresentação de diversas dramatizações/teatros encenados pelos alunos para alunos e/ou para a comunidade.

Estas atividades, normalmente nascem em contexto de sala de aula, decorrentes de conteúdos curriculares. O trabalho colaborativo com a biblioteca escolar, o envolvimento das expressões e respectivos docentes das AEC, bem como dos encarregados de educação, propicia aos alunos e à comunidade educativa Momentos Significativos de Aprendizagens.

Com estas atividades, os alunos entusiasmam-se, memorizam os diferentes textos, exercitam várias formas de comunicação, desempenham papeis diversificados, resolvem problemas de forma adequada, cooperam, experimentam trabalhoar em grupo e lutar por um objetivo comum, desenvolvem a criatividade o sentido critico e a capacidade de assumir responsabilidades.

É um trabalho enriquecedor, transversal às aprendizagens dos alunos, que propicia parcerias gratificante para todos os que nos envolvemos.

Por tudo o que vos disse consideramos que é uma boa prática e queremos partilhar convosco um desses momentos. 
video




Prof. Preciosa Ferreira

domingo, 2 de abril de 2017

Diplomas "Ajudáris" para novos autores

No Centro Escolar de Santa Teresa decorreu, no âmbito da "XI - Semana da Leitura", a entrega de diplomas aos autores da história a Castanha Estrelinha.

 Os alunos que frequentam as duas turmas de 1º ano e as crianças das quatroturmas de pré escolara a puderam escutar a leitura da história por meninos que estão no 1º ano, mas frequentavam no ano letivo 2016/17 a educação pré escolar. Após este belo momento, foi feita a entrega dos diplomas aos jovens autores.

Parabéns a todos!




O departamento do pré-escolar no ano letivo 2015/2016 implementou o projecto pedagógico "Ao Redor das Histórias" que contemplava a construção de uma história volante.
Deveria  ser construída com o contributo de todas as crianças dos jardins-de-infância do nosso Agrupamento.

Através da BE tivemos conhecimento do concurso “Histórias Ajudaris”, percebemos que podíamos aliar o fortalecimento de hábitos de leitura e de escrita e ao mesmo tempo impulsionar os valores da cidadania e da solidariedade.

Deitámos mãos à obra, e as nossas crianças tornaram-se protagonistas e autores partilhando a sua criatividade numa história que foi seleccionada para integrar o livro “Ajudaris’16 Histórias de Encantar – volume IV.


 Lembro-me que quando estava na pré recebemos da biblioteca  uma folha que trazia escrito: "Era uma vez uma castanha vaidosa que andava muito triste porque há muito tempo não conseguia comunicar com os seus amigos…."
Nós continuamos a história e chamamos Estrelinha à castanha e a nossa educadora escreveu tudo na folha.

Depois fizemos um trabalho com desenho, colagem  que  enviamos para os amigos de outra sala.
Diogo - 6 anos

Quando a história chegou à nossa sala já tinha muitas páginas escritas e trazia também alguns trabalhos feitos pelos nossos amiguitos, onde podíamos ver os personagens e os locais onde a história já tinha acontecido.
A nossa educadora leu toda a história já escrita e nós continuamos. A castanha estrelinha andava a viajar e parou numa quinta onde fez muitos amigos. Todos juntos divertiram-se muito … e nós também.
Afonso - 5 anos

Feito com Padlet

Eu também fui autor nesta história e um dia fui com meninos da minha sala de autocarro até ao Centro Escolar da Caridade  para  conhecer todos os amigos autores da história.

Nesse dia, depois de alguma brincadeira as educadoras fizeram o teatro da nossa história.





Todos nós gostamos muito deste dia.
Martim - 6 anos

A história que nós fizemos está na Biblioteca Escolar.
A que foi enviada para o concurso da Ajudaris está neste livro


Hoje, tenho em minha casa um livro que a minha Mãe comprou onde posso ler a história e ver as ilustrações que diversos ilustradores fizeram.

O livro tem muitas histórias e poemas de outros meninos solidários.

Eu gostei muito de participar nesta história…
Este é o livro e se quiserem ser solidários, como nós, podem ir a uma das bibliotecas escolares do nosso Agrupamento e adquiri-lo.

Matilde - 6 anos




terça-feira, 28 de março de 2017

III Semana Cultural - CULTU´ARTE


Ler com Sotaque - "O prazer de ler"


Hoje na nossa biblioteca ouvimos "Ler com Prazer" em três Línguas diferentes.

A Alina leu um poema em russo.

Ela depois contou-nos que falava de um menino que não gostava de se lavar. mas havia um lavatório que o fez mudar de ideias...
Podemos ver o livro com o texto em russo e as ilustrações que eram muito bonitas.


O Ivan contou-nos uma história em Ucraniano e depois voltou a repetir em português.
Achamos que era parecida com a história dos três Porquinhos porque também havia a construção de duas casas, uma em areia e outra em gelo. Depois também nos fez lembrar a história do coelhinho branco porque também havia um coelho a quem a raposa ocupou a casa.

Feito com Padlet




O Ivan com a ajuda dos pais fez a tradução que depois nos contou. Também ofereceu à biblioteca cópia a cores das ilustrações do seu livro.

A Koni leu um poema sobre o outono em Mandarim que o seu tio lhe ensinou. depois repetiu o poema em português.






Fizemos duas sessões para que todos os colegas do 2º , 3º e 4º ano pudessem escutar.

Todos sentiram prazer em ouvir declamar e contar com um sotaque bem diferente do nosso.

Obrigado aos nossos colegas e às suas famílias que os ajudaram a preparar esta atividade.